Saiba quais os benefícios de cada tipo de óleo!

Existem diversos tipos de óleo disponíveis no mercado e cada um deles possui suas peculiaridades específicas. Os óleos fazem parte do grupo dos lipídios, apresentam composições distintas, podem ser de origem vegetal ou animal, dependendo da fonte que eles são extraídos.

Os óleos são macronutrientes que contém elevado valor energético, onde 1 grama de gordura/lipídios contém 9 Kcal, por isso, o consumo deve ser moderado para que o acúmulo de energia, proveniente deste alimento, não seja armazenado no organismo, em forma de gordura.

Em uma dieta saudável e equilibrada, os lipídios constituem cerca de 30% a 35% da dieta habitual. O déficit no consumo desse nutriente pode prejudicar algumas funções do organismo que são dependentes de lipídios para ocorrerem. Os lipídios em nosso organismo desempenham inúmeras funções.

  • Transportam vitaminas lipossolúveis A, D, E e K;
  • São importantes fontes de energéticas;
  • Participa da produção e síntese de hormônios.

No Brasil o prazo de validade dos óleos vegetais é determinado pela indústria produtora, que estabelece que a validade vai de 6 meses a 1 ano. Segundo artigo publicado no Repositório Institucional da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), os níveis de peróxido em alguns óleos pesquisados, como a soja, canola, milho e girassol, eram elevados antes do prazo máximo de validade, o que significa que esse prazo de validade poderia ser reduzido para não acarretar malefícios à saúde da população.

Na indústria alimentícia, os lipídios atribuem sabor, textura e viscosidade ao alimentos. Assim, é importante conhecermos as peculiaridades de cada tipo de lipídio.

Óleo de soja:

  • Rico em ômega 3 (ácido linolênico), ômega 6 (ácido linoléico), ômega 9 (ácido oléico);
  • É o tipo de óleo mais utilizado em residências e nas indústrias;
  • Pode ser aquecido e utilizado para fritura.

Óleo de palma:

  • Rico em vitamina E (tocoferóis e tocotrienóis);
  • Está presente no óleo de dendê;
  • Amplamente utilizado na indústria alimentícia no preparo de biscoitos, sorvetes e margarinas.

Óleo de canola:

  • Composto de aproximadamente 10% de ômega 3;
  • Rico em vitamina E;
  • Possui propriedades antioxidantes;
  • Estudos apontam que o uso diário desse tipo de óleo auxilia na redução dos níveis de colesterol LDL;
  • Pode ser aquecido e utilizado para realização de frituras.

Óleo de girassol:

  • Rico em vitamina E;
  • Composto por alto teor de ácido linoléico (ômega 6);
  • É um excelente antioxidante;
  • Para que ocorra a extração do óleo, ele é prensado à frio. Aquecê-lo na cocção dos alimentos não é recomendado, pois altera a estrutura molecular do óleo, podendo estar associado ao surgimento de células cancerígenas;
  • Recomenda-se utilizá-lo sob saladas e pratos já preparados.
  • O uso tópico do óleo de girassol é bastante recomendado, até mesmo em processo de cicatrização de lesões.

Óleo de milho:

  • Rico em fitoesteróis;
  • Rico em ácidos graxos poli-insaturados;
  • Rico em ômega 6;
  • Considerado uma alternativa mais saudável que o óleo de soja.

Óleo de amendoim:

  • Rico em vitamina E;
  • Possui 50% de gordura monoinsaturada, 33% poli-insaturada e 15% de gorduras saturadas;
  • Composto por substâncias antioxidantes;
  • Como não apresenta sabor acentuado, pode ser utilizado para temperar saladas, substituir o uso da manteiga no preparo de receitas e até mesmo para uso tópico na pele ou cabelo.

Óleo de coco:

  • Rico em ácido cáprico, ácido caprílico, ácido capróico, ácido láurico, ácido miristico, ácido oléico e ácido linoléico;
  • Rico em gordura saturada, monoinsaturada e poi-insaturada;
  • Rico em vitamina E e K;
  • Possui ação antioxidante, antifúngico e antibacteriano;
  • Rico em triglicerídeos de cadeia média (TCM);
  • Devido a estrutura molecular ser diferente dos outros óleos e apresentar cadeia carbônica de tamanho médio (TCM), estudos apontam que o seu uso auxilia no processo de emagrecimento, pois são enviados diretamente para o fígado, onde são convertidos em energia.

Um estudo realizado pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFP) apontou que o aquecimento de óleos vegetais, sejam em períodos intermitentes ou contínuos, tem a capacidade de alterar suas características físicas e químicas.

Assim é importante ficarmos atentos ao aquecimento dos óleos e jamais reutilizar óleos de outros processos de fritura, evitando malefícios à saúde humana.

3 comentários em “Saiba quais os benefícios de cada tipo de óleo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *