Porque incluir sardinha na sua alimentação

Muitas vezes considerada um peixe de segunda categoria ou a “prima pobre” dos pescados, a sardinha ganha destaque pela riqueza nutricional e, o melhor, suas propriedades se conservam quando ela é enlatada.

Apesar de pequena, ela é classificada como um peixe gordo, mas sua gordura é cheia de ômega 3, que ajuda a fortalecer o sistema imunológico, melhora a saúde cardiovascular, protege a retina dos olhos, tem ação anti-inflamatória e auxilia no tratamento da depressão.

Um dos motivos para substituir a carne pela sardinha, é que em 100g do peixe, existe, aproximadamente, a mesma quantidade de proteínas de uma porção de filé-mignon (32g de proteína), colaborando para manter os músculos em dia.

Ela ainda se destaca por fazer bem aos ossos. Aqui a versão enlatada ganha disparada no ranking, já que concentra em sua espinha cerca de 540 mg de cálcio (em 100 g de produto), mais do que um copo de 200 ml leite (aproximadamente 260 mg). Sem contar a quantidade de fósforo, que ajuda o corpo a ficar longe da osteoporose.

É importante ter atenção na hora da compra e verificar se não possui odor rançoso, se os olhos estão brilhantes e as brânquias avermelhadas. Mas, não se preocupe se as escamas estiverem se soltando, pois, diferente dos outros peixes, isso é comum na sardinha.

Fácil de encontrar e com preço acessível, consuma a sardinha e aproveite todos os benefícios encontrados no pescado.

Papelotes de sardinha

Ingredientes:

4 unidades de sardinha espalmada
3 batatas
1 pimentão
1 cebola
1 ramo de alecrim
Raspas de 1 limão
Suco de 1 limão
Sal e pimenta a gosto
Azeite a gosto
Papel manteiga

Preparo:

Tempere a sardinha com sal, pimenta e limão e reserve. Cozinhe as batatas em rodelas grossas, até ficar al-dente, e coloque sobre um pedaço de papel manteiga. Adicione a sardinha com o lado da pele sobre a batata. Corte a cebola e o pimentão em rodelas e coloque sobre a sardinha. Acrescente as raspas de limão, um fio de azeite e um ramo pequeno de alecrim (como se fossem camadas). Feche o papelote e leve para assar por 20 minutos, em forno pré-aquecido a 200 graus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *