Como a pimenta pode ser benéfica à saúde!

A pimenta é um fruto milenar de sabor bastante peculiar e exótico. Depois do sal, ela é a especiaria mais usada na culinária. Estima-se que ¼ da população mundial consuma ao menos um alimento preparado com pimenta, todos os dias.

Ardência da pimenta

Existem espécies com sabor pungente (picante) e não-pungente (sabor doce), ambas muito utilizadas na culinária com objetivo de dar cor e sabor aos alimentos. As pimentas, principalmente as pungentes, são muitos utilizadas como condimentos em forma de conservas, extratos concentrados, corantes e componentes de medicamentos.

O principal responsável pela ardência das pimentas são as sementes no interior do fruto. A sensação de ardência provocada pelas pimentas é percebida pelo organismo humano por meio de receptores químicos fisiológicos, que vão da sensação de prazer, devido a liberação de endorfinas à sensação de ardor, sentida na região frontal da língua, no meio da boca, no palato e na garganta.

As pimentas possuem substâncias benéficas à saúde humana, por isso são classificadas como um alimento funcional. Esses alimentos, por sua vez, além de realçar o sabor, possuem componentes de ação protetora, medicinal, com propriedades anti-inflamatórias, terapêuticas e curativas, com ação em inúmeros receptores causadores de doenças. Os alimentos funcionais são classificados pela FDA (Agência de Controle de Medicamento e Alimento) nos Estados Unidos, e no Brasil é regulado pela ANVISA  (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Perda de peso

Para aqueles que precisam perder peso, o uso de pimenta é um ótimo recurso. As pimentas ardidas possuem como principio ativo a capsaicina, uma substância que quando consumida diariamente, contribui para o controle do peso, pois ativa a termogênese, aumentando a queima de calorias. A dose mínima diária desse principio ativo, para que se obtenha o efeito termogênico, é de 2mg.

As pimentas não pungentes, que são aquelas menos picantes, possuem capsinóides capazes também de ativar a termogênese corporal, aumentando o gasto energético, porém as doses consumidas para que ocorra à termogênese deve ser de 6 a 9mg por dia.

As pimentas dentro da nutrição funcional podem ser excelentes aliadas na luta contra a obesidade, que hoje é considerada pelo ministério da saúde como uma doença a nível nacional.

Princípios ativos da pimenta

O principio ativo presente nas pimentas ainda é um aliado na absorção de outros nutrientes. A curcumina, principio ativo presente na cúrcuma longa, possui potencial anti-inflamatório, antioxidante e, quando combinado com a peperina, principio ativo presente na pimenta-do-reino, aumenta a biodisponibilidade desse nutriente, em 20 vezes.

No entanto é importante ter alguns cuidados no consumo dessa especiaria, que traz inúmeros benefícios a saúde, mas também apresenta algumas contra indicações. Indivíduos com sensibilidade gástrica, que apresentem úlcera, gastrite, hipertensos e alérgicos aos componentes das pimentas, não devem consumir essas especiaria sem recomendação médica ou de um nutricionista.

Segundo Hipócrates, o pai da medicina, devemos ter o nosso alimento como nosso remédio, e o nosso remédio como o nosso alimento. Sendo assim, aprenda a preparar um alimento funcional que leva pimenta na receita.

Moqueca Baiana

Ingredientes:

  • 500g de filé de peixe em posta (Dourado, Robalo ou Namorado)
  • Suco de meio limão
  • Sal e pimenta do reino à gosto
  • 1 pimenta dedo de moça triturada
  • 2 dentes de alho picado
  • 25ml de óleo de coco
  • 500ml de leite de coco
  • 1 cebola roxa cortada em rodelas
  • 1 pimentão vermelho
  • ½ pimentão amarelo
  • 2 tomates
  • ½ maço grande de coentro e cheiro verde

Modo de preparo:

Tempere o peixe com sal, pimenta e limão. Em uma panela grande refogue o alho e a pimenta dedo de moça no óleo de coco, em seguida acrescente o leite de coco e deixe engrossar. Arrume a cebola, o tomate, os pimentões e o peixe em camadas, repita o processo sempre temperando com sal e pimenta, até encher a panela, tampe a panela e deixe cozinhar, quando estiver cozido, acrescente o coentro e o cheiro verde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *