Ômega 3: conheça os seus benefícios

Os ômegas são considerados gorduras do bem e devem fazer parte e uma dieta saudável e equilibrada, pois são essenciais para a saúde. Alguns são considerados essenciais, ou seja, essa substância deve ser consumida na alimentação, pois o corpo humano, não produz naturalmente esses ácidos graxos, como é o caso do ômega 3.

O ômega 3 apresenta em sua molécula  ácido ecosapentaenoico (EPA), ácido docosahexenóico (DHA) e ácido alfa-linolênico (ALA).

O EPA, é o responsável por ajudar na redução da inflamação no organismo, atuando na melhora de várias doenças crônicas, que possuem mediadores inflamatórios, como, por exemplo, obesidade, artrite reumatoide e algumas doenças cardiovasculares. Auxilia no controle do colesterol e triglicerídeos e na redução dos sintomas da depressão.

O DHA presente nessa substância tem principal função neurológica. O DHA faz parte da composição cerebral, por isso  o seu consumo é essencial  para manter a saúde do cérebro. O consumo de DHA  combate depressão, Alzheimer, hiperatividade e déficit de atenção.

Já o ácido AFA-linolênico (ALA), é utilizado pelo organismo como fonte de energia, além de estudos demonstrarem que o consumo desse nutriente, auxilia na saúde da retina, protegendo contra inflamação, e ainda  preserva a saúde dos vasos sanguíneos.

Segundo recomendações do Ministério da saúde (OMS), o consumo semanal de alimentos que contenham ômega 3 deve ser de no mínimo 2 porções.

Quais são esses alimentos ricos em ômega 3?

  • Salmão
  • Sardinha
  • Cavala
  • Atum
  • Arenque
  • Anchova
  • Chia
  • Linhaça
  • Nozes

Quando pensamos em um alimento fonte de ômega 3, logo vêm a mente o salmão. Algumas pessoas dizem que apenas o salmão selvagem é fonte de ômega 3 pois o que faz o peixe ser fonte é a alimentação á base de algas e plânctons, sendo assim, salmão criados em cativeiro não possuem a substância. Será mesmo verdade?

Estudos realizados recentemente apontam que o salmão de cativeiro também é fontes de Omega 3, pois a ração ofertada a esses peixes é a base de ácidos graxos, fazendo com que os peixes de cativeiro, também produzam Omega 3, igual aos peixes selvagens.

Sabemos que o salmão possui um valor elevado e que esse motivo contribui para redução do consumo desse ácido graxo. O que muitos não sabem é que outro peixe rico em Omega 3 e muito nutritivo, porém com custo baixo, é a sardinha, que alem de ser barata, tem mais Omega 3 que o salmão.

A sardinha possui quase três vezes mais Omega que o salmão. Cada 100 gramas de salmão, possui 1,5 gramas de Omega 3, enquanto á cada 100 gramas de sardinha, possui 3,5 gramas de Omega.

Que tal aproveitar que agora você conhece os benefícios do Omega 3, e preparar um prato, rápido, saudável e gastando pouco.

Sardinha funcional

Ingredientes:

  • 1 kg de sardinha fresca
  • 3 dentes de alho
  • 2 tomates maduro
  • 2 cebolas
  • 1 pimentão verde ou vermelho
  • 2 folhas de louro
  • ½ xícara de azeite extra virgem
  • ½ xícara de vinagre de vinho branco
  • 1 colher de sobremesa de cúrcuma
  • Sal rosa

Modo de Preparo:

1-Comece limpando as sardinhas, com o auxilio de uma faca raspe ás escamas, retire a cabeça, rabo e as vísceras. Logo após, lave bem as sardinhas com água corrente.

2-Corte as sardinhas ao meio e com a ajuda de uma pinça, retire a espinha dorsal.

3-Corte as cebolas, tomate e o pimentão em rodelas, e coloque em camadas na panela de pressão alternando entre a cebola, tomate, pimentão e sardinha, adicionando sal á gosto.

4-Adicione o alho picado, as folhas de louro, o azeite, vinagre e a cúrcuma.

5-Leve ao fogo médio, quando iniciar a pressão, abaixe o fogo e deixe por mais 30 ou 40 minutos.

6-Após esse tempo, desligue o fogo e aguarde o término da pressão, ai é só degustar essa receita deliciosa e super nutritiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *