Setembro amarelo: mudança de comportamento infantil

Sabemos que onde tem criança tem alegria. Elas pulam, brincam, dão gargalhadas altas e é aquela felicidade que invade o lar. No entanto, ao menor sinal de mudança de comportamento emocional das crianças, os pais ou responsáveis devem ficar atentos.

Você sabia que as crianças também podem desenvolver doenças que alteram seu emocional, como ansiedade e depressão?

Segundo estudos apontados pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), durante o período de isolamento social, foi observado um aumento no número de crianças que apresentaram mudança de comportamento como insônia, irritabilidade, mudanças de humor, medo e queda do sistema imunológico.

Com a suspensão das aulas, as crianças têm passado muito mais tempo em casa, sem contato com os colegas, avós que por muitas vezes auxiliavam nos cuidados, etc. Os pais têm se desdobrado para a realização das tarefas domésticas, Home Office, atividades escolares, preocupações financeiras e muitos outros afazeres. Todas essas atividades têm deixado os pais muito mais tensos, ansiosos e estressados, fazendo com que essa mudança na rotina causadora de estresse, seja transmitida para as crianças, causando a mudança de comportamento infantil.

Esse estresse gera alteração hormonal nas crianças, como aumento do cortisol e da adrenalina. Esses hormônios, quando liberados em doses excessivas, traz prejuízo à saúde das crianças, pois a longo prazo, essas alterações hormonais, seguidas de alterações no humor podem gerar transtorno de ansiedade, atraso no desenvolvimento, queda do rendimento escolar e depressão.

Felizmente, algumas medidas simples, podem ser adotadas para evitar que esses prejuízos à saúde das crianças aconteçam.

  • Converse com as crianças sobre o momento atual que estamos vivendo com linguagem simples e adequada para cada idade, de forma que possa trazer segurança à elas.
  • Dê abertura para que a criança possa falar o que está sentido.
  • Organize atividades no quintal para que se distraiam, reduzindo a tensão e a ansiedade.
  • Insira a criança na rotina doméstica da casa de acordo com a idade, de forma criativa, reduzindo o tempo ócio. Tornando o tempo e a mente delas mais ocupada.
  • Organize a agenda e a rotina, atribuindo tarefas aos mais velhos que inclua os menores.
  • Se tiver irmãos, organizar brincadeiras entre eles será fundamental para trazer mais diversão, como brincar ao sol e fazer exercícios físicos, mesmo que seja na sacada do apartamento, será fundamental, para manter a saúde das crianças.
  • Manter a rotina de uma alimentação saudável e ingerir líquidos em abundancia, como água e sucos de frutas, é fundamental para manter a imunidade das crianças, fazendo com que elas fiquem cada dia mais saudáveis.

Pensando nisso, que tal preparar essa receita fácil e saborosa com seu filho(a)? Ela tem como ingrediente principal a banana, um alimento rico em triptofano, um aminoácido importantíssimo na produção de serotonina. A serotonina é considerada um dos hormônios que atua no nosso sistema nervoso central, nos deixando mais felizes. Vamos à receita da alegria!

Sorvete de banana e morango com iogurte

Ingredientes:

  • 5 bananas maduras congeladas
  • 5 morangos congelados
  • 500 g iogurte grego
  • 1 colher de sopa de mel

Modo de preparo:

Coloque a banana e o morango no processador e triture levemente. Adicione o iogurte e o mel, e dê mais uma leve triturada para deixar a massa mais homogenia.  Sirva em seguida.

Gostou? No próximo post vamos falar sobre os adolescentes.

Um comentário em “Setembro amarelo: mudança de comportamento infantil
  1. Jane

    AMEI a receita meus filhos adoram todos esses ingredientes.

    Responder

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *