Glúten: descubra como substituir na sua dieta

Encontrado na farinha de trigo, centeio e cevada, o glúten vem assumindo papel de vilão na alimentação e isso faz com que as pessoas queiram excluí-lo da dieta.

Mas, precisamos deixar claro que o glúten está presente há milhares de anos na cultura da humanidade e nunca houveram tantos casos de alergias e intolerâncias ao nutriente como hoje.

O problema é que com a modificação genética, tivemos um aumento na concentração de glúten nos alimentos, ou seja, isso pode ter acarretado em danos a saúde.

Glúten e a doença celíaca

Em primeiro lugar, fato é que devemos banir o glúten para os portadores de doença celíaca, por terem uma reação autoimune da parede intestinal ao entrar em contato com o glúten, causando um processo inflamatório e atrofia das vilosidades, o que leva a diminuição da absorção dos nutrientes e reações graves na saúde do portador.

Por outro lado, algumas pessoas que não são celíacas sentem dor de cabeça, cólicas intestinais, distensão abdominal, obstipação e até diarreia após consumir o glúten.

Para esse público, é fundamental consultar um médico para fechar o diagnóstico e decidir se é necessário diminuir ou até eliminar o glúten da alimentação.

Substituições para a farinha de trigo

Para quem realmente precisa substituir a farinha de trigo, muitas vezes a tarefa é complicada, já que o trigo é o principal ingrediente de várias receitas.  Mas, com trocas inteligentes é possível fazer pratos deliciosos e nutritivos.

Boas substituições são as farinhas de aveia, quinoa, mandioca, grão de bico e até mesmo de arroz, que podem render ótimas receitas.

Bolo de cenoura sem glúten

Ingredientes:

3 ovos

2 cenouras

1 xícara (chá) de óleo

2 xícara (chá) de açúcar

2 xícaras (chá) de farinha de aveia

1 xícara (chá) de farinha de arroz integral

Preparo:

Bata os ovos, o açúcar, o óleo e a cenoura no liquidificador. Despeje o conteúdo em uma travessa e vá colocando as farinhas e mexendo. Misture o fermento em pó e leve para assar em forno pré-aquecido a 180 graus por 40 minutos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *