Café: o queridinho dos brasileiros

Forte ou fraco? Coado ou expresso? No café da manhã ou na reunião de trabalho? Independente da sua preferência, o café é a bebida que combina com todas as ocasiões. Mas, será que faz mal a saúde?

Definir o café como vilão ou mocinho depende muito da sua genética, ou seja, como seu corpo metaboliza a cafeína. Ela estimula o sistema nervoso central, melhora a concentração, a atenção e em pequenas doses resulta na melhora da performance nas atividades físicas.

Tomar muito café pode trazer efeitos negativos a saúde

Porém, doses elevadas podem induzir efeitos negativos, tais como: taquicardia, palpitações, insônias, ansiedade, tremores, dores de cabeça e náuseas. Os efeitos indesejáveis podem manifestar-se, igualmente, em alguns indivíduos sensíveis à cafeína, mesmo sem o consumo de elevadas quantidades de café. Nestes casos, a lenta metabolização hepática da cafeína pelo citocromo P450 (CYP1A2) poderá ser o fator responsável pela maior susceptibilidade aos seus efeitos fisiológicos.

Benefícios da cafeína

Por possuir compostos fenólicos, o café contribui para combater os radicais livres e previne o envelhecimento. Um estudo publicado pela universidade de Harvard mostrou que pessoas que tomam têm menos risco de desenvolver diabetes tipo II, devido ao efeito do ácido clorogênico.

Ele também é rico em sais minerais, como ferro, zinco, potássio, magnésio e vitaminas do complexo B. Pesquisas realizadas pela Universidade de Scranton (EUA) mostram que ingerir a bebida diariamente reduz o risco Mal de Alzheimer e câncer de cólon.

Assim, vale lembrar que a dose máxima de cafeína por dia de acordo com a RDC n 18/2010 da Anvisa, é de 420mg. Por isso, não abuse, consuma no máximo de três a quatro xícaras (café) diárias.

 

Café cremoso

50g de café solúvel

150 ml de água morna

Adoçante em pó stevia – 50g

 

Preparo:

Misture os ingredientes e bata na batedeira por 15 minutos até obter um creme consistente. Armazene em um pote com tampa no congelador. Consuma com leite ou bebida vegetal quente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *